Empresa de vestuário lança calça que é produzida com apenas um copo d’água

Em meio a estiagem que atinge praticamente todo o Brasil, uma nova medida adotada pela empresa Malwee pretende fortemente contribuir com a economia de água. Em maio deste ano, a produtora de jeans lançou uma linha de calça que economiza 98% de água em cada produção. São cerca de 250 ml de água usada para cada uma das 127 mil calças da nova linha.

Processo sustentável

A economia só foi possível ser colocada em prática graças à mudança profunda que foi instaurada na cadeia produtiva. Para o efeito do rasgo, por exemplo, a água e outros produtos químicos foram substituídos por lasers e softwares. Dentro do novo procedimento, um software de modelagem produz os desenhos e uma máquina de aplicação com laser reproduz nos tecidos o que foi montado.

Já no clareamento, outra parte da produção, água e produtos químicos foram repostos por nanopartículas que aplicam os amaciantes usando muito menos água.

Outro ponto que ajudou muito na economia é o reaproveitamento da água utilizada na produção. Um equipamento instalado faz com que a água usada no procedimento fique em um circuito fechado, abrindo caminho para a sua reutilização na produção de novas peças.

Impacto real

Iniciativas como a da Malwee podem impulsionar a união entre a cadeia produtiva de jeans e a sustentabilidade. Como não é de hoje que a produção de calça jeans consome uma grande quantidade água, fazer uma mudança nessa estrutura pode contribuir muito. Uma pesquisa realizada apontou que, em média, na sua fase de lavagem e confecção, uma calça produzida no Brasil consome 362 litros de água. Além disso, somando todas as fases de produção – desde o plantio até a confecção – o montante sobe muito mais, podendo chegar a 4.247 litros de água a cada calça feita.

Gostou do conteúdo? Continue acessando nosso blog para ficar antenado nas notícias do mundo sustentável. Siga-nos nas redes sociais para conferir nossos conteúdos exclusivos, estamos no Instagram, Facebook e LinkedIn.

Nenhum comentário. Seja o Primeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.