Degradação ambiental e seus perigos

Degradação Ambiental e seus perigos | Brasil Coleta

Os riscos da degradação ambiental

Degradação Ambiental e seus perigos – Uma pesquisa afirma que, até o ano de 2100, mais da metade de todas as aves e mamíferos do continente africano desaparecerão. Uma forma de reverter essa previsão é através da conscientização.

O que é Degradação Ambiental?

“Degradação” é o sinônimo de “destruição”. Dessa forma, “degradação ambiental” significa um desgaste, devastação ou estrago na natureza. São todos os processos que ameacem a capacidade de um ecossistema de sustentar a vida.

Quais os diferentes tipos?

Entendendo quais as diferentes formas que os seres humanos degradam o meio ambiente, é possível atentar-se à ações do dia a dia e encaminhar-se para um estilo de vida mais sustentável.

Poluição

Pode ser tanto em corpos d’água como na atmosfera terrestre. A poluição pode ser decorrente do uso de meios de transporte ou da atividade de fábricas. Ao poluir o ar e os mares, a fauna e a flora entram em risco.

Queimadas

Um processo bastante comum em grandes plantações para remover a vegetação existente anteriormente. Tem como objetivo a fertilização do solo, mas em contrapartida o bioma pode deixar de ter equilíbrio, e a fauna corre o risco de ser devastada.

Desmatamento

O principal motivo para o desmatamento ser tão recorrente no Brasil são as grandes produtoras agrícolas. Grandes extensões de vegetação nativas são destruídas para que o plantio possua mais espaço para cultivo.

Efeito Estufa

O CO2 que é produzido na Terra encaminha-se sempre para a atmosfera e, quando em excesso, aprisiona os raios solares na parte de dentro. Assim, contribui para o avanço do aquecimento global.

Salinização

Irrigações que utilizam água com índices de sal muito altos podem prejudicar o solo. Solos que recebem depósitos excessivos de sal, especialmente em áreas de maior evaporação, tornam-se menos produtivos.

Saiba mais sobre a Brasil Coleta no nosso site, clicando aqui. Acompanhe todas as nossas notícias no nosso blog, e no nosso FacebookLinkedIn e Instagram.

Nenhum comentário. Seja o Primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *